domingo, 29 de dezembro de 2013

TREINO-CONFRATERNIZAÇÃO (18 KM)

Turma comemorando a chegada no sítio Esperança (18 km)

Não tem jeito.

Como bem disse o Prof. Gugu (JC. CORB), que nos honrou com sua presença em nosso treino de final de ano, “assim como os jogadores de futebol se confraternizam batendo uma bolinha, corredor tem que se confraternizar é correndo mesmo”.

O que o Professor talvez não soubesse é que depois de nos refestelarmos na piscina do acolhedor sítio Esperança (de propriedade dos amigos Chico e Márcia) e degustar um delicioso e nutritivo café-da-manhã sobrar-nos-ia pique ainda para uma peladinha.



Será que boleiros passam às corridas após os términos dos seus babas comemorativos?

É verdade que quando a galera descobriu o campinho dentro do sítio e pintou a ideia de bater uma bolinha os últimos a aparecer foram os jogadores.

- Vamos bater um baba?
- Vamos.
- Eu sou o Juiz. Gritou o primeiro.
- Eu serei gandula. Respondeu outro.


Na sequência, vieram torcedores, narradores, apostadores, “vendedores” de água-de-coco até que finalmente um disse:

- Eu fico no gol.

Daí com o que sobrou fizemos dois times e fomos ao campo maltratar a bola, que, diga-se de passagem, murcha como se encontrava, coadunava perfeitamente com o futebol de corredor que iríamos apresentar.
 
Deja, Regi e Gil 
Durante a corrida que saíra da Casa do Pão em Cajazeiras até ao sítio (que fica em Simões Filho) vários blocos de ritmo foram se montando naturalmente, mas naquele momento praticamente todos estavam juntos.

Temos consciência que jogar futebol não é o ideal para quem corre. O risco de lesão é grande (ainda mais que havíamos chegado de 18 km de um trecho bem técnico), mas a razão não resistiu ao coração-espírito da nossa confraternização e foi um bom momento dela.
 
"posto" de água
Nosso treino reuniu mais de 20 pessoas e no final dele só restava a todos nós dar Graças a Deus pela manhã vivida e um muitíssimo obrigado a Chico e família por ter nos aberto a porta do seu belo lar.


Infelizmente nosso anfitrião, que está se recuperando de uma lesão,  não pode correr mas transformou seu carro em posto-móvel de hidratação  e, generosamente, acompanhou-nos durante todo o elogiadíssimo trajeto  que, em meio à natureza,  alternou asfalto e barro e a ele dedico este post, orando a Deus que o ponha logo de volta ao “combate” para alegria de todos seus amigos (corredores e não) e familiares.

 
Chico durante a passagem no CT

Até a próxima!

































8 comentários:

  1. Realizar por mais de uma hora, num ritmo muito bom, agente aprende uma experiência saudável e agradável, o corredor se torna relaxado e revigorado, desfruta uma sensação de renovação vitalidade. O valor de uma corrida é importante entre muitos, parabéns a todos, um Feliz Ano Novo pro todos. VANUZA LINS.

    ResponderExcluir
  2. Pessoal agradeço sempre a DEus por minha saúde que infelizmente não e tão privilegiada pois tenho alergia a medicamentos para dor e febre, ou seja Tenho que me cuidar muitoooo e minha familia agradece... e eu a vocês pela oportunidade de participar desse grupo que Deus abençoe a todos vocês para todo sempre, amem
    Itamar moura

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Valeu, Itamar.
      Vai se preparando aí para os 50k.
      Abraços!

      Excluir
  3. Que beleza! Parabéns a todos os participantes da "festa". FELIZ 2014!

    ResponderExcluir
  4. Obrigado, Amâncio.
    Idem para você também.
    Abraços

    ResponderExcluir
  5. Infelizmente, por conta do treino da vespera, nao pude esta com voces, mas adorei ver as fotos, e tenho certeza da energía emanada no dia, estaremos sempre juntos Feliz 2014.
    Bruno Fraga

    ResponderExcluir
  6. Desejo a todos Feliz 2014! Que Deus nos abençoe ricamente. Obrigada pela presença.

    Abraços,

    Márcia e Chico

    Até Breve, vem aí 50km! rsrsrs

    ResponderExcluir