terça-feira, 1 de agosto de 2017

JUNGLEMEN BAHIANOS



Os "Junglemen" baianos: Regis, Pataro, Giovani, Rogério, Ivan e eu
No embalo das muitas horas gastas em treinos para a prova da selva, o mês de julho voou.

Não ainda com 100% do peso, não ainda com a alimentação que será usada na prova da Amazônia, mas enfim chegou o primeiro minissimulado para a Jungle. 

Apesar de ter levado tão a sério a simulação (segundo o Prof. Marcelo Augusti, rs) e, entre as muitas quedas da semana, ter conseguido fraturar dois dedos e levar alguns pontos na testa, os treinos crescentes em tempo e dificuldade foram sucedendo-se com admirável tranquilidade e foi num deles que pela primeira vez conseguimos reunir os 06 "Junglemans" de Salvador que irão participar da 12ª edição da Jungle Marathon.

Ainda não tenho dados estatísticos da Jungle, mas me atrevo a afirmar que não deve ser algo comum em sua história a presença de tantos atletas de uma mesma cidade.

 
Ao centro Giovani que ja tem a experiência de ter completado a Jungle no ano passadoo, sendo ladeado pelos junglemen Pataro Rogério e Ivanzinhio  e pelos amigos Brito, Gilton e Raimundo Bandeira
Como costumo dizer, treinar em grupo sempre torna a tarefa mais fácil e prazerosa. Se focados num mesmo objetivo, ainda melhor, e os treinos com a equipe dos Junglemen (mesmo quando incompleta) não fogem a essa regra.

Há porém aquela outra turma de amigos,  que apesar de não esboçar a menor vontade de encarar onças ou sucuris (rs), sempre dá um jeitinho de aparecer, ajudando a mitigar, com alegria e companheirismo, o treino nosso de cada dia.

Para estes principalmente, esbocei e dediquei o treino regenerativo (final da semana de simulação) deste domingo, nas Dunas. 



É certo que nem todos puderam estar presentes, mas é certo também que quem por lá apareceu pode se divertir e representar muito bem esta turma a quem sempre devo muita gratidão.

Confiram o vídeo abaixo e vejam se não estou com a razão.


Até a próxima!


Treinos e amigos...
Com Pataro, Caras felizes após 5 horas de areia fofa




Valdir e Seu Zé com os Junglemans Rogério e Ivanzinho


Acompanhados por Vlader

Manoel, Henrique, Julio e Vanuza prontos para a trilha em 




Djane, parceira de treino nas estradas rurais de Valente/BA


Com Mirailton antes de iniciar o treino festa pela seu vice-campeonato na Ultra dos Perdidos

Professor Diego Lessa, fazendo parte das 4 horas de Dunas



Lúcia puxando os meninps

segunda-feira, 10 de julho de 2017

CASADINHA: SERRA DA JIBOIA E CAMINHO DA PAZ

Capela no Morrinho de São José

E lá se foi mais um final de semana daqueles inesquecíveis... 

Se é verdade que a preparação para provas de longas distâncias exige, durante meses, muita dedicação aos treinamentos, outra verdade inegável é que sempre me divirto muito neste período.

A companhia de amigos neste caminhar rumo aos objetivos, é importante destacar, suavizam as missões, tornando-as ainda mais saborosas.

E foi assim que na trilha para a Jungle Marathon "casamos" dois treinos maravilhosos numa mesma viagem:


Sábado - 35 km na Serra da Jiboia 
(3 subidas até o alto +2 descidas inteiras e uma até o km 2).
Deja, Henrique da Hora, Luiz Eugênio, Almir Duarte, Pataro e eu prontos para começar o sobe e desce

Pelo quinto ano consecutivo, o Salvador Pró-Maratona se juntou para encarar o desnível de  530 metros entre o pé e o topo da  Serra da Jiboia no Distrito de Pedra Branca, Município de Santa Terezinha - Bahia.

O esforço exigido para a desafiadora subida de 6,5 km é recompensado pela sempre forte emoção que se tem ao contemplar a maravilhosa paisagem desde o seu ponto máximo, situado a 786 metros de altitude acima do nível do mar.


Cruzando poças de lama
O friozinho gostoso, o piso de chão batido, o barulho dos riachos, o canto dos pássaros, tudo contribui para aumentar a magia deste nosso encontro anual, entretanto, uma vez mais necessito afirmar, o grande barato desta nossa festa continua sendo a amizade, a simplicidade e a junção de amigos que comungam de uma mesma paixão.

Após o término do treino, à exceção de Pataro que precisava trabalhar no dia seguinte, fomos todos a Amargosa para descansar e esperar os novos amigos que se juntariam ao time para brincar no Caminho da Paz.

Domingo - 30 km no Caminho da Paz 
(De Amargosa ao Morrinho de São José).


Comemorando chegada ao Morrinho de São José com a galera que se juntou ao time no  Domingo para melhorar ainda mais a brincadeira: João Paulo, Noronha e Ygor
“O Caminho da Paz é uma caminhada de 127 km de extensão, iniciando na Cidade de Amargosa, no Estado da Bahia, com chegada no 'Projeto Semente' – um ponto de Luz nas montanhas do Vale do Jiquiriçá, em Ubaíra. É o primeiro do gênero no Nordeste do Brasil.”

O percurso é todo marcado com setas amarelas pintadas em estacas, postes, pedras, cancelas, árvores, etc., pelos 08 peregrinos que criaram o Caminho da Paz no ano de 2003 (Antônio Presídio, Maria de Lourdes, José Antônio, Wellington Muller, Roberto, Lourdinha, Jussara e Benedito). 


Henrique e Deja numa das muitas ladeiras do Caminho da Paz
Atualmente o Caminho da Paz tem 127km e está concebido para ser feito em seis dias.

127 Km  pelas trilhas do
CAMINHO  DA  PAZ
Sequência de Dias / Percurso / Km
1° dia
Amargosa
ao
Alto da Lagoinha
25Km
2° dia
Alto da Lagoinha
ao
Morrinho de São José
ao
Alto da Lagoinha
13Km
3° dia
Alto da Lagoinha
a
Mutuípe
17Km
4° dia
Mutuípe
a
Jiquiriçá
26Km
5° dia
Jiquiriçá
a
Ubaíra
27Km
6° dia
Ubaíra
ao
Projeto Semente
19Km

No "regenerativo" deste domingo percorremos "apenas" os trechos destinados aos dois primeiros dias da peregrinação, que apesar de não serem os mais difíceis do Caminho, já traz ladeira "a dar com pau" em meio a toda aquela exuberante natureza.

No final, a felicidade estampada nos rostos cansados, deixava claro que todos haviam compreendido  "as dores e as delícias" do Caminho da Paz. 


Missões cumpridas
Até a próxima!

Outras fotos da Serra da Jiboia


















Outras fotos do Caminho da Paz