sábado, 13 de agosto de 2011

FESTA DO DIA DOS PAIS NA ESCOLINHA


Apesar de não ser o meu final de semana com os meninos, consegui da mamãe deles a liberação para que ficassem comigo desde ontem à noite, a fim de podermos participar da festa na escolinha.

Hoje pela manhã, após acompanhar um treino de tempo run de 5km da Titia Lalá (em que ela cravou 31:40), segui com meus pequeninos para a temida Festa do Dia dos Pais. Para um cara tímido como eu, esse momento sempre foi uma tortura (é muita pagação de mico rs). Lembro-me da sensação de alívio quando Larissa (minha filha mais velha) atingiu uma idade em que eu não precisava mais passar por isso (rs).

Mas vieram novos filhos, e assim lá foi o destemido "herói" enfrentar as algozes. Sim, tenho certeza que estas professoras fazem parte de um complô para deixar "a papaizada" sem jeito. Acredito que elas passam boa parte do ano investigando para saber detalhadamente o que pode vexar mais este ou aquele pai.

Explico:

Mesmo sendo tímido, adoro cantar em público e na hora que rolou um karaokê fiquei louco para ser escolhido e pagar minha parte (me livrar) logo da dívida neste enorme pecado coletivo que teríamos que purgar, mas claro que a C.I. (Central de Inteligência) das Professoras, jamais deixaria isso acontecer e, logicamente, o pobre coitado que subiu ao "palco" desafinou horrores enquanto ficava vermelho como um pimentão. Nunca vi tantas mulheres felizes juntas.

Houve um tempo em que não eram tão rígidas. Lembro-me de uma vez em que coube a mim, numa festinha na Escolinha de Larissa, representar o time (acho que verde) dos papais num torneio de dominó. Minha filha toda confiante dizia para os coleguinhas: "Claro que meu pai vai ganhar" e eu, tão acostumado a disputar campeonatos, sentia o peso da responsabilidade por não querer decepcioná-la. Na final o adversário já estava cantando vitória (e a coisa estava realmente feia pro nosso lado). E, novamente, sem sequer dirigir um olhar à banca do jogo, quase num tom de presunção, ouvi-la dizendo a mesma frase de absoluta confiança. Recuperamos a partida quase perdida e viramos o jogo (ufa!). Alívio e festa.
 
Quando, na manhã de hoje, começaram a organizar uma corrida de ovo na colher e outra de amarrar tênis dos filhotes, iludi-me pensando que era uma chance de me safar "ileso" daquilo, mas claro que essa não foi minha sentença.


Como eu já temia, em meus "castigos" exploraram um dos meus maiores pavores: dançar em público. Primeiro, enquanto equilibrava uma laranja, rosto a rosto, com outro penitente, éramos forçados a remexer ao som de um arrocha. Depois, no que parecia ser um inocente "Morto-Vivo", aos comandos de "Morto", "Vivo" e "Estátua" adicionaram os de "Sambando", "Requebrando" (arrependi-me de não ter tomado daquela cervejinha que deram no intervalo, rs) e, no ápice do sadismo, "A baratinha tá morrendo!". Faltam-me forças para conseguir descrever o que vem a ser esta última "pena". Quem tiver coragem, após retirar as crianças da sala, acesse o vídeo abaixo. 

video
 Cuidado, cenas fortes!  

No final da festinha fui chamado para ser homenageado. Meio desconfiado (será que vão me aprontar outra?) cheguei à frente e recebi das mãos da Diretora uma homenagem como pai mais presente no dia-a-dia da Escola. Luan e Rafael foram incumbidos de me entregar os mimos que ganhei (acho que bateu remorsos, rs) das Professoras.

Emocionado, pensei em pegar o microfone para agradecer a lembrança, mas assim que percebi que não estavam esperando algo assim, antes que acontecesse algo terrível (rs), e aproveitando que já estava com meus filhotes à mão, saí de lá imediatamente ganhando a liberdade das ruas.

Deixei os meninos na casa da mamãe deles e agora estou me preparando para descansar um pouco antes de sair para a Pedalada da Lua Cheia. E, para ser justo, preciso confessar uma coisa: no fim de tudo, mesmo com todos estes micos, é muito bom viver isso novamente. E já que não tive tempo de dar meu recado lá, aproveito este espaço aqui para fazê-lo.

Graças a Deus, tenho uma vida absolutamente abençoada e rica, mas ser pai é sem dúvida a melhor parte dela.

Nem as crianças escaparam!

 















FELIZ DIA DOS PAIS!


6 comentários:

  1. Amor,
    PARABÉNS!!!
    Você merece todas as homenagens no seu dia, porque é um pai maravilhoso, que sabe transformar cada momento com seus filhos em um momento especial, que volta a ser criança para vê-los felizes, que consegue impor limites com amor, se fazer presente mesmo quando não está perto...
    Esses são apenas alguns dos motivos pelos quais eu te admiro e te amo tanto!
    Ah! Eu sinto muito, mas tão cedo você não vai se livrar dos micos nas festinhas de dia dos pais (sua carreira ainda não encerrou rsrs).
    Ass: Titia Lalá.

    ResponderExcluir
  2. kkkkkkkkkkk.... Por que não vale ser apenas pai, é preciso participar. Parabéns pelo pai que é. E com certeza este deve ter sido um momento ótimo para os meninos. É muito chato para algumas crianças quando o pai não comparece, por isso tente sempre estar por perto.

    Abraços!!!

    ResponderExcluir
  3. Você é figuraça velhinho! rsrs
    Parabéns pelo seu dia!
    Feliz dia dos pais!

    ResponderExcluir
  4. Até parece que não gostava de ganhar de todo mundo, principalmente no dominó, nas festinhas do meu colégio!! kk
    Te amo pai!! Feliz Dia dos Pais!!
    Bjux

    ResponderExcluir
  5. Salve meu velho... nao tem jeito mesmo, a gente ama estas pestes e nao tem nada que nao sejamos capazes de fazer por eles - mesmo os piores micos...
    e, como "titia lala" ja te advertiu (ou devo dizer INTIMOU?) , os micos proporcionados por luan e rafa sao apenas um estágio... o trabalho de verdade esta por vir... :-) mas nao se preocupa, é so ate eles completarem quinze anos...

    felicidades pra gente meu irmao...

    Rodrigo Saraiva

    ResponderExcluir
  6. Grande Roberto,

    Que coisa viu? Deve ser uma emoção sem igual ser pai, mas por enquanto vou apenas tentando.. kkkk

    Parabéns pelo seu dia!!

    Um forte abraço!!

    ResponderExcluir