domingo, 3 de julho de 2011

RESPIRANDO CORRIDA

 















O cardápio deste sábado esteve bem recheado de coisas legais, mas não há como negar que o ingrediente principal foi a corrida.

XII CORRIDA DOIS DE JULHO

Para o “café-da-manhã”, tendo como parceiros Tia Lalá, Gil, Angélica e Pataro, a programação indicava a prova da AVAB, onde encontramos com outros amigos, entre eles a dupla de Samuel (o Moreira e o Barreto), Lucas, Isaías e Dart, que esteve por lá mostrando suas lembranças da Meia Maratona Golden Four Asics, e a quem finalmente conheci.

Um ventinho gelado saudava os corredores que foram ao Farol da Barra participar da corrida Dois de Julho. A manhã perfeita para ficar metido entre as cobertas também estava ideal para correr; distantes das nossas camas, a alternativa que restava era correr o melhor que pudéssemos e creio que assim o fizemos.

Vejamos:
5km:
Angélica (esposa de Gil) fez sua estreia em competição e chegou bastante tranquila e feliz;

A Titia Lalá, que não corria há mais de um ano, retornou às competições (apenas com dois treinos) e conseguiu um RP;

10km:
Pataro, que se mandou antes da premiação, foi campeão da Categoria 45/49;

Com o tempo de 39:46, a conquista do 07º lugar na Classificação Geral e o vice-campeonato da Categoria 40/44 me deixaram bem contente;

Para quem estava retornando às corridas após forte gripe, fechar a prova com o tempo de 46 minutos já era um grande feito, entretanto, Gil, com seus inúmeros coelhos na cartola ainda iria nos fazer uma enorme surpresa.

CAMPEONATO BAIANO CAIXA DE ATLETISMO

video
Após um almoço regado a estórias da corrida da manhã, nossa “sobremesa” era a última etapa do Campeonato Baiano Caixa de Atletismo, em Simões filho, para onde nos dirigimos (Titia Lalá, Gil e eu) levando “nossos” atletas Alan Ricardo e Edson Barbosa, que competiriam nos 1.500 metros.

Para os atletas que ainda não tinham presença confirmada no XXXV TROFÉU NORTE NORDESTE CAIXA DE ATLETISMO, que será realizado entre os dias 15 e 17 de julho em Natal/RN, conseguir o índice (tempo mínimo necessário para participar da competição) era ainda mais importante que a vitória, e esta era a situação tanto de Alan quanto de Edson.

Desta forma, ontem foi um dia em que se viu muito esforço na busca destes índices. Houve caso de gente que ganhou sua prova, mas, em vez de vibrar, caia no choro quando conferia que não havia conseguido o tempo ideal.

Envolvido com as competições que se desenrolavam em meio a choros e risos, imaginem qual não foi minha surpresa quando, pelo auto-falante, ouvi o nome de Gil na lista de chamada dos atletas que iriam competir no Lançamento de Dardo. Ele havia me falado que gostaria de participar de alguma coisa, mas não o levara muito a sério.


Com trajes bem diferentes dos de um atleta, sem nem saber ao certo o nome do esporte que escolhera para participar (juro que chamou de “jogar setinhas”  rs), lá se foi o multi Gil para uma nova experiência e eu, claro, mesmo preocupado com a segurança do povo (aquele negócio fura mesmo), fui lá torcer e registrar.
Gill partindo para o lançamento
Na prova de maior interesse para “minha equipe” (1.500 metros) Alan, apesar de não ter conseguido o índice, talvez ainda tenha um dos tempos mais próximos e agora estamos vivendo a expectativa do resultado que ainda não foi divulgado. Quanto a Edson, foi ao pódio em 3º lugar, praticamente carimbando sua passagem para a capital potiguar.

 
O resultado de Edson teve um significado especial e vou contar o porquê. No último mês de maio, na Maratona de Porto Alegre, à altura do km 39, Edson, que vinha com incríveis 2 horas e 28 minutos, teve um apagão total, parou de correr, sentou-se no chão e não queria ir mais adiante de jeito nenhum; por mais que todos que passassem lhe dissessem que estava perto e que ele poderia ir até mesmo andando, somente meia hora depois foi que se levantou, instado por amigos que lá o encontraram e seguiu para completar a maratona em 3h01.

Segundo o próprio Edson, neste dia ele não deu uma palavra com mais ninguém, extremamente mal-humorado que ficou com o episódio. No retorno a Salvador cogitou a hipótese de parar de correr e assim tentou fazer até que recebeu uma homérica puxada de orelha de um de seus mentores, que o fez retornar à vida na semana passada.

Qualquer um que o tenha visto correndo ontem feliz e brincalhão sabe que o lugar dele é ali mesmo, como se diz na gíria do futebol, “dentro das quatro linhas”, mas na hora em que nos despedíamos pude ouvir dele uma frase que me fez ganhar o dia como “técnico” e fã, foi quase como um pensamento em voz alta: “de quebra saí daqui acreditando em mim de novo”.

A notícia mais preocupante do dia de ontem é que podemos estar perdendo um grande maratonista. Gil ficou em sexto lugar dos oitos participantes dos lançadores de setinha, digo, dardo, com a marca de 32 metros (acho que nem estou tão surpreso), superando inclusive o atleta que minutos antes lhe deu as primeiras dicas neste esporte.
  
Boa semana!
Representando Pataro



4 comentários:

  1. Com certeza Alan irá conseguir sim o índice.

    Roberto também foi um prazer te conhecer....adoro conhecer pessoas que gostam de desafios e você é uma delas.

    Prazer...há me envia o seu e-mail para que eu passe as fotos de ontem.

    Abração

    ResponderExcluir
  2. Edson é uma atleta sensacional!, Gil é um dardista nato, só falta treinar pra conseguir pódio.
    Estaremos em outras aventuras.
    Alexssandro e Jackson estão de parabéns pela prova!

    ResponderExcluir
  3. "...Voltei pra rever os amigos que um dia..." :D

    salve meu irmaozinho
    to aqui marcando presença... cara ta retado voce né? e se um dia fizerem daqueles testes anti dopig??? :D
    brincadeira heheheh sei que voce é mesmo um cara bem disciplinado e os bons resultados sao prova disso...
    ja eu... :-(

    mas uma pergunta permanece, o povo quer saber: "voce trabalha quando mesmo???" :)


    felicidades ao amigo

    Rodrigo

    ResponderExcluir
  4. Querido Rô,
    Você, que tal qual o governador do Estado veio para essa terra depois de grande, talvez não saiba que 2 de Julho é uma data da qual nós BAIANOS muito nos orgulhamos e é feriado.
    Mas como você é meu amigo vou perdoar a insinuação rs...
    Vê se aparece Domingo farei um pedal para Praia do Forte e ainda este mês quero fazer uma daquelas doaçoes de roupa no centro na base do pedal.
    Abraços!

    ResponderExcluir