quinta-feira, 19 de março de 2015

32ª CORRIDA CIDADE DE ARACAJU

Praça dos Arcos
"...E mais uma vez estou (estamos) aqui..."

Por conta das 12h de Macaé, após sete anos consecutivos, em 2014, pela primeira vez fiquei de fora dos 25k mais festejados do Brasil.

Bastaria uma simples mirada nos meus olhos para reconhecer a felicidade de novamente poder estar em São Cristovão/SE posicionado na linha de partida da Corrida Cidade de Aracaju.

Largada em São Cristóvao e o povo nas sacadas, nas calçadas e nas portas das casas prestigiando

Desde a largada até a chegada, o que torna esta prova tão especialmente singular é a alegria do povo sergipano. Sem distinção, à passagem dos participantes, palavras de incentivo, brincadeiras, aplausos, foguetes estourados e as mãos estendidas dos pequeninos à espera de um toque dos corredores fazem com que a viagem seja “rápida” e muito prazerosa.

Uma das primeiras cidades brasileiras a ser planejada, Aracaju já nasceu Capital. Por necessidades econômicas (a região precisava urgentemente de um porto que escoasse melhor seus produtos) e num certo dia 17 março de 1855, o antigo povoado de Santo Antônio de Aracaju, numa só tacada, foi elevado à categoria de cidade e sede da antiga Província Sergipe Del Rey, roubando este posto da pequena São Cristovão.
Lu, "tia" Lalá e Marília na Passarela do Caranguejo

Em 1984 foi criada uma corrida entre as duas cidades, que passou a fazer parte das celebrações do aniversário da Capital e em 2007, com 04 meses de corrida, iniciei minha participação na desafiadora "São Silvestre" do Nordeste.

A prova entrou imediatamente em meu coração. Uma das melhores do país em minha opinião. Por onde passo vou fazendo propaganda e a cada ano a Prefeitura de Aracaju vem se superando em sua organização.

Costumo dizer que se alguém me perguntasse onde eu desejaria estar no dia 17 de março nos próximos 50 anos, responderia sem pestanejar: "Na maravilhosa festa entre São Cristóvão e Aracaju, conhecida como Corrida Cidade de Aracaju".

Mantendo a tradição, mais uma vez arrastei gente comigo para "correr Aracaju" como se diz aqui em Salvador. A "vítima" da vez foi Jefferson Pataro que, caminhando junto comigo para a Maratona de Santiago, também teve o privilégio de fazer desta prova um excelente treino de luxo.

Com Pataro e Lu em São Cristóvão momentos antes da largada

Uma vez que não há a menor chance de pensar em pódio de categoria, sempre encaro Aracaju como parte da preparação para alguma prova ou, como foi o caso de 2011, quando corremos desde Salvador até Aracaju, como a cereja do bolo após os 07 dias de "viagem". 

Lu Bastos foi outra que, sofrendo esta influência, foi comemorar o Aniversário de Aracaju e o seu próprio participando da Corrida.

Lu Bastos e seu "bolo" açaí de aniversário pós-prova

Para todos que chegarem um dia a esta corrida na mesma situação que a minha, recomendo uma corrida crescente, como o próprio formato da prova pede:

- Largada em paralelepípedos com o sol ainda forte (trote);

- Na saída da cidade (km 2) iniciam-se as famosas ladeiras do percurso (início do aquecimento aumentando o ritmo aos poucos); 

Altimetria da prova

- Por volta do km 13 as ladeiras ficam para trás, o sol já não brilha tão forte, a cada minuto a sensação gostosa de fim de tarde fica mais presente. Tudo isso e as pessoas nas ruas gritando seu nome mexem com as emoções e emprestam uma força enorme às nossas passadas e, turbinas já completamente aquecidas, é chegada a hora de voar (ritmo).

Com Pataro  ao final da prova.
Usando esta receita, Pataro e eu completamos a prova, que este ano teve pouco menos de 24k, em 1h53'33'' e 1h46'42", respectivamente. Nenhum resultado do outro mundo, mas nada mal para quem estava usando a Corrida Cidade de Aracaju como treino de luxo.

Até a próxima!


Chegada da multi-campeã da prova Marily dos Santos 

João Paulo (que não foi lá para brincadeira..rs)  emplacou um novo Recorde Pessoal na prova de Aju

Chegada de Djane - Voando para o pódio. 7ª colocada geral e Campeã de sua faixa etária


Com Luciana Ramos, Pataro e Valdir


João Paulo, eu, Sr. Fiel e Pataro


Djane no alto do pódio representando muitíssimo bem a  cidade de Valente e a Assessoria Rafael Peralva 




Prontos para o trote da tarde/noite anterior







Encontro com João Paulo e Noronha no café da manhã

Pataro entre esposa e sogra

Essa foto lembra um filme que não sei o nome..rs










Sr. Fiel - 81 anos - 2h 03 minutos e 23 segundos de prova  e muita simpatia. 


Seu Fiel - Campeão da Categoria -  Deus, benza. É assim que almejo  estar daqui a 44 anos-

9 comentários:

  1. Que maravilha! Ah! bateu saudade de 2013, quando participei e você foi minha salvação indo "me resgatar" no 21º km, quando eu já estava "morto". Eita provinha difícil, mas como você mesmo diz: é maravilhosa e, sendo no meu Estado, na minha cidade, ainda melhor! Disse que não iria mais, mas depois de ler este seu relato, pensei: quem sabe no próximo ano! O futuro a Deus pertence! Então, parabéns! parabéns mesmo, tanto pela prova como pelo relato simples e gostoso!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Então vem...
      E depois dela encaixamos logo aquela Maratona que tanto te chama...
      Obrigado pelas palavras carinhosas.
      Abraços!

      Excluir
  2. Parabéns Roberto pela sua participação e post. Todos os amigos citados arrebentaram. Vou treinar pra quando a prova acontecer num sábado poder finalmente participar.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Valeu, Cássia!.
      Todo ano marco 10 dias de férias para este período da prova... se tiver condições de fazer algo assim, sugiro que faça, com certeza não se arrependerá.
      Beijo!

      Excluir
  3. Que lindo relato e que maravilhosa corrida! Em 2016 estaremos lá. Um abraço! Pataro

    ResponderExcluir
  4. Beleza.
    Graças a Deus, apesar do perrengue que todos nós passamos momentos antes da prova conseguimos participar e nos entregar ao espírito da corrida.
    Quando voltava lá do bairro após resolvermos o problema, a primeira coisa que disse a Laryssa foi: "Não vou deixar Pataro desistir da corrida. Fiquei imensamente feliz quando demonstrando grande espírito você foi o primeiro a dizer "Agora é que vou soltar a perna". Valeu!

    ResponderExcluir
  5. Parabéns a todos pela participação na prova.
    Abraço e boas corridas.


    tutta/Baleias-PR
    www.correndocorridas.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  6. Atletas PNE deveria correr os 25km exceto Cadeirante!

    ResponderExcluir
  7. Esse 25km deveria colocar tbm PNE!

    ResponderExcluir